Blog

0800 878 5102 Ligação Gratuita

0800 878 5102

Horário de Atendimento: Seg a Sex, das 9h as 19h

0800 878 5102 Ligação Gratuita

0800 878 5102

Horário de Atendimento: Seg a Sex, das 9h as 19h

Vou me mudar: e agora?

Chegou a hora da mudança e você só consegue pensar: vou me mudar, e agora? Apesar de o processo de mudança envolver diversas decisões e ações, tenha calma: é possível planejar e viabilizar tudo no prazo e sem estresse. Para ajudar nisso, o artigo de hoje traz diversas dicas para simplificar a organização da sua mudança e deixá-la o mais prática possível. Acompanhe a seguir.

Vou me mudar: por onde começar a organização da mudança?

Organizar uma mudança vai além de escolher seu novo endereço e encaixotar todos os seus pertences atuais. É necessário lidar com algumas burocracias, selecionar e classificar seus objetos, seguir normas condominiais e realizar uma série de ações. Mas não é preciso ansiedade com tudo isso. Depois de deixar “cair a ficha” do “vou me mudar”, pare, respire e tome algumas providências para que tudo transcorra da melhor maneira possível. E isso inclui:

1. Planeje antes, execute depois

Falar em planejamento pode parecer lugar comum, mas saiba que muitos problemas em mudanças ocorrem justamente por se desconsiderar esse tópico tão importante. Planejar, sem dúvidas, é o primeiro passo para uma execução eficiente e tranquila. E aqui o que precisamos frisar é a questão do ˜pensar antes, fazer depois”, pois, muitas vezes, a pressa acaba atrapalhando e inviabilizando uma mudança segura e bem estruturada.

2. Trabalhe com prazos

Quando o seu espaço estará pronto para a mudança? Esse ponto é fundamental para organizar o cronograma de ação. Com essa informação em mãos, você poderá agendar a data da mudança com tranquilidade e precisão. Um planejamento de mudança envolve datas e, consequentemente, prazos – que precisam ser respeitados.

3. Agende a mudança

Chegou o momento: vou me mudar. Então, com os prazos em mãos, é hora de agendar a data da mudança. E, para esse agendamento, antes de qualquer coisa, considere uma margem entre o prazo de finalização da obra, reforma ou instalações no seu novo lar e a mudança. Isso poderá ser útil para que imprevistos não se tornem uma grande dor de cabeça. Depois, contate todos os prestadores de serviço envolvidos no processo para verificar a disponibilidade de agenda. Além disso, informe-se sobre as regras para esse tipo de procedimento nos locais de origem e destino da mudança (dias, horários, meios de entrada, possíveis autorizações, etc).

4. Escolha o que deve ser levado na mudança e o que deve ficar

Você está mudando para um novo espaço e é provável que nem todos os seus pertences atuais encaixem-se ou sejam necessários nessa nova morada. Então, quando você decide: “vou me mudar”, essa é também uma oportunidade para fazer uma avaliação do que você realmente precisa e se desfazer dos excessos que só irão tornar mais complexa sua mudança, gerar poluição visual e prejudicar o aconchego em seu novo lar. Por isso, reserve um tempo para avaliar seus pertences e, principalmente, se desapegar daquilo que não será necessário nessa nova etapa de vida – como roupas que não servem mais, móveis que não cabem nas novas medidas ou já constam no local, etc.

5. Contrate uma empresa especializada em mudança

A melhor forma de garantir uma mudança organizada é optando pela contratação de uma empresa especializada neste tipo de serviço. Essa é uma segurança e uma tranquilidade de que tudo sairá conforme o planejado, no prazo certo e sem danos a seus pertences. Essas empresas têm expertise em todos os trâmites de mudança e poderão garantir que os seus pertences chegarão em segurança e da melhor forma possível ao local de destino. Mas claro: muita atenção na hora da contratação da empresa. Busque por equipes qualificadas – com reconhecimento e experiência no mercado.

6. Repasse todas as informações para a empresa especializada

A comunicação é fundamental em qualquer processo logístico. Portanto, outro fator primordial na hora da mudança é o alinhamento de informações junto à empresa responsável pela prestação de serviço. Repasse a ela todas as informações do destino da mudança, das regras para o processo e, também, algumas questões pontuais em relação aos seus objetos. Vocês precisam estar com tudo bem alinhado antes de dar start no processo de mudança e para que o contrato contemple tudo aquilo que você realmente precisa. Para lidar com a ansiedade causada quando se decide “vou me mudar”, como vimos, é preciso planejamento e suporte profissional. Se você está passando por esse momento e quer ter uma mudança tranquila e segura, faça uma simulação de seu processo de mudança com o Movize.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *